Agenda Imagens do Povo

19 de fev de 2010

Imagens de carnaval


Bate-bola nas ruas de Marechal Hermes, subúrbio do Rio.
Foliões no Bloco da Lama, Paraty, litoral Sul do Rio.
São 21:00 h de sexta-feira e a rodoviária Novo Rio está atulhada de gente partindo e chegando ao Rio de Janeiro para cair na folia nos próximos dias de carnaval. O destino do fotógrafo Ratão Diniz é o litoral Sul do estado, mais precisamente a cidade histórica de Paraty, onde acontece desde 1986 o Bloco da Lama. O bloco teve início quando duas pessoas que capturavam caranguejos no mangue do Jabaquara, para se protegerem das picadas de insetos, resolveram passaram lama por todo o corpo. Percebendo que estavam irreconhecíveis, eles saíram rumo ao centro histórico da cidade. A brincadeira deu início ao cortejo que se tornou tradição nos sábados de carnaval da cidade.

Nesta empreitada carnavalesca, Ratão narra a aventura que foi pegar a estrada numa sexta-feira de carnaval, rumo à Paraty, até sua chegada aos preparativos do Bloco da Lama, na manhã de sábado.




“Parti para a rodoviária sabendo que não tinha mais ônibus e a única maneira de chegar seria através de vans alternativas. Chegando lá, fui retirar da minha única conta bancária R$ 100, 00, de R$ 211, 00 que eu tinha para passar o carnaval.
Saí às 21:15h num dos carros que estavam fazendo transporte alternativo. Lá vai eu com mais cinco adultos e duas crianças... Chegamos 23:30h em Angra dos Reis; foi a única maneira que encontrei para chegar em Paraty, tendo que fazer este percurso, já que no ano passado tive uma experiência nada tão boa (sair 5:00h e chegar as 17:00h, já no fim do bloco). Este ano pensei diferente: viajo no dia anterior do bloco e chego a tempo de pegar todos preparativos. Enfim, chegamos às 23:30 em Angra e já não tinha mais condução pra Paraty naquele dia. Daí fui para a rodoviária da cidade e aguardei num ponto com várias pessoas até chegar a condução. Finalmente, às 6:40 da manhã de sábado, pego minha condução com destino à Paraty e chego 9:00h em meu destino final, praia de Jabaguara, local onde os foliões do bloco se banham na lama e começam os preparativos do ritual mágico.”


Com o fim do bloco, Ratão pegou a estrada de volta ao Rio e ainda chegou a tempo de fotografar no domingo de carnaval os bate-bolas que saem às ruas de Marechal Hermes. O cortejo pelo bairro do subúrbio reuniu mais de 70 bate-bolas, também conhecidos em alguns lugares como Clóvis.




1 comentários:

acessa meu canal no yotube antes de escrever sobre batebolas .http://www.youtube.com/user/ednaldox962?feature=mhee

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More